Notícias

Fique por dentro dos assuntos relevantes da Rádio Xingó FM e do Brasil.

Vacina Russa chega ao nordeste no final do mês

20.07.2021

Vacina Russa chega ao nordeste no final do mês

Os governadores dos estados do Nordeste do Brasil informaram , por meio de ofício enviado ao Ministério da Saúde (MS), que a entrega da vacina Sputnik-V está prevista para o dia 28 de julho. De acordo com as informações do ofício, o total de 1.600.000  doses da vacina, que teve compra negociada pelos governadores, entre eles, o governador Belivaldo Chagas, diretamente com o Fundo Russo, já estão prontas para remessa ao Brasil.

No ofício assinado pelo governador do Piauí e presidente do Consórcio, Wellington Dias, os governadores solicitaram que a vacina seja inserida no Plano Nacional de Imunização (PNI) da forma mais breve possível e que haja um posicionamento formal e expresso do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, quanto a isso, já que até o momento, somente 15,98% da população brasileira foi imunizada com as duas doses. “Nesse sentido é que surpreende a informação repercutida na mídia nacional de que Vossa Excelência teria afirmado que a vacina Sputnik-V não é mais necessária, possuindo o país quantitativo suficiente de vacinas adquiridas”, cita o ofício.

Segundo o ofício, sem as condições arbitrárias impostas pela Anvisa em relação ao imunizante, milhares de brasileiros já teriam sido imunizados. “Sem o retardo no processo de autorização e sem as arbitrárias condições restritivas impostas, que não consideram a situação calamitosa vivenciada pelos brasileiros e brasileiras que choram mais de 500mil mortes pela Covid-19, já teríamos vacinado com a Sputnik-V mais de 37 milhões de brasileiros de acordo com o cronograma originalmente pactuado neste mês de julho”, diz a carta.

Concretizando a justificativa para a inserção da vacina Sputnik-V no PNI, os governadores destacam que a vacinação no Brasil está lenta e que precisa ser acelerada. “O Consórcio Nordeste mantém a posição de inclusão desse imunizante no Plano Nacional de Imunização, por entender ser este extremamente necessário para a ampliação da vacinação em nosso país”, pontua o ofício.